Bastidores dos eSports: a função do fisioterapeuta

0 Flares 0 Flares ×

Faltando apenas alguns dias para o início do CBLoL, nós da equipe MPBe conversamos com Vitor Kenji, o fisioterapeuta do CNB, e esclarecemos algumas dúvidas frequentes sobre a função desses profissionais dentro dos eSports. Confira:

Qual a função da fisioterapia dentro dos esports?

Kenji: A função mais importante da fisioterapia dentro dos e-sports é a prevenção de lesões por esforço repetitivo (LER), dificultar ao máximo que a lesão venha a aparecer durante os campeonatos, além de tratar uma lesão o mais rápido possível para o jogador ficar bem para os jogos e treinos.

Por que poucos times têm um fisioterapeuta?

Kenji: Eu acredito que conforme for melhorando o cenário de e-sports no Brasil, mais times terão fisioterapeutas na staff. Tanto é que CNB e INTZ já possuem fisioterapeutas.

Vitor Kenji ao lado de pbO, o atirador do CNB (flickr/riotgamesbrasil)

Como funciona o seu trabalho dentro da rotina dos jogadores?

Kenji: A fisioterapia começa sempre após os treinos, então, os jogadores fazem os exercícios preventivos e reeducação postural. Nos dias que antecedem os jogos, faço um trabalho mais de relaxamento, como massagem e acupuntura.

Qual o impacto desse trabalho dentro do jogo?

Kenji: O maior impacto da fisioterapia, seria nos dias que antecedem os jogos, pois o jogador tendo um sono reparador e estando sem dores, consequentemente no dia do jogo, ele irá conseguir ter uma produtividade maior.

O CNB fará sua estreia no CBLOL contra o INTZ, em jogo marcado para às 16h (do dia 12). Você poderá acompanhar a cobertura do campeonato tanto em nosso site quanto em nosso Twitter.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Editor da Leaguepedia e torcedor do INTZ. Acredito que eu seja o jornalista de esports mais novo do país.

Marcus Oliveira

Editor da Leaguepedia e torcedor do INTZ. Acredito que eu seja o jornalista de esports mais novo do país.

Um comentário em “Bastidores dos eSports: a função do fisioterapeuta

  • 10 de janeiro de 2019 em 19:17
    Permalink

    Parabéns aos times q se preocupam com o profissional, não é só pagar para o jogar e deixar ele “correr atrás” de se cuidar, se joga por um time, deve ser cuidado por ele tbm. Por mais fisios no e-sports!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *